//Pastejo rotacionado: o que é e por que usar?

Pastejo rotacionado: o que é e por que usar?

Manter um sistema de rotação de pastagem traz benefícios para a produção? Vem descobrir com a gente!

O pastejo rotacionado é uma técnica de manejo que consiste na divisão da área de pastagem em piquetes, alternando os períodos de produção e de descanso. Esta técnica pode trazer muitos benefícios para a produção de forrageiras e por isso é utilizada em propriedades que desejam alcançar maior nível de produtividade.

O objetivo do sistema é ter produção de forrageira de forma constante, para que os animais tenham alimento o ano todo e conservar a fertilidade do solo.  Mas para funcionar, deve-se aumentar o rendimento forrageiro por piquete, ou seja, produzir mais em menor área, além de reduzir a degradação, uma vez que este sistema precisa ter longevidade.

Um fator importante do uso do sistema de pasto rotacionado na pecuária é a boa condição do solo. O sistema de rotação de pastagem é, acima de tudo, fonte de comida para os bovinos. Desta forma, para a produçãoter qualidade, é fundamental um solo fértil e rico em nutrientes, com análises de solo periódicas e consequente correção e adubação de reposição, principalmente de nitrogênio.

O sistema também depende da boa escolha das espécies forrageiras. Existem várias forrageiras que podem ser utilizadas, mas não existe uma que pode ser considerada “a ideal”. Quando falamosde pastejo rotacionado, devemos sempre pensar em espécies produtivas e mais resistentes a pragas, além de associar os fatores relacionados à planta em si, clima, solo e ao manejo realizado na propriedade.

Por fim, mas não menos importante, outros fatores como o planejamento do pastejo intensivo, com sua divisão dos piquetes e dos períodos de descanso e pastejo, associadas à altura de entrada e saída e o ajuste da lotação de animais, são fatores importantes para o sucesso do plantio de pasto rotativo.

No Brasil, a maioria dos sistemas de produção à pasto se estabelecem através de um mau manejo dos componentes de solo, o que acaba, por consequência, gerando a degradação do pasto, a baixa produtividade dos animais e uma menor lucratividade das fazendas em comparação às outras alternativas de uso do solo.

 

sistema rotacionad respeita a fisiologia da forrageira e por isso consegue alcançar uma maior longevidade para a pastagem. Com o manejo correto, o seu pasto rotacionado não só produzirá bem, como durará por vários e vários anos.

Benefícios do pastejo rotacionado:

  • Controle maior sobre a quantidade de pasto disponível;
  • Menores perdas de pastagem que ocorrem pelo pisoteio excessivo dos animais;
  • Maior recuperação para a forrageira, que depois do período de descanso brota mais nutritiva e resistente aos períodos de seca;
  • A pastagem cresce mais uniforme, o que evita perdas em consequência de um pastejo super ou subestimado;
  • Melhor distribuição dos excrementos animais pela pastagem, melhorando as condições físicas e biológicas do solo;
  • Menos infestações de plantas invasoras;
  • Maior vida útil das pastagens, reduzindo a necessidade de práticas de recuperação do pasto que encarecem a produção;
  • Maior ganho de área produtiva.

Quer conhecer outras formas de melhorar a sua produção? Então clique aqui e veja outras dicas como esta que preparamos especialmente para você!

Você sabe o que são células somáticas e como a sua contagem influencia no leite? Então clique aqui e descubra. E aproveite para conhecer nossa linhas para higiene do úbere e da ordenha aqui. 

 

Você vai gostar de ler também:

Higiene da sala de ordenha: Boas práticas podem economizar até 30% de água. 

Doenças bovinas: conheça algumas das principais enfermidades que podem atingir o seu rebanho! 

Verão: tudo o que você precisa saber para prevenir o estresse térmico em seu rebanho.

Bem-estar animal: o que é fundamental para garantir conforto e maior produtividade? 

 

De |2019-06-13T15:26:48+00:00junho 13th, 2019|Notícias|0 Comentários

About the Author:

Deixe um Comentário